Arquivo da tag: Anlé

SFW confirma sua vocação: apresenta desfiles de marcas com poder criativo, fomenta os negócios e desenvolve a cultura de moda no sul do país.

Terminou neste último sábado (11 de junho) aqui em Florianópolis, a primeira edição do Sul Fashion Week, evento que promete tornar-se a principal vitrine da moda no sul do país. Foram três dias de desfiles, palestras, workshops, mesas redondas, mostra de vídeos e pocket shows, além de toda uma estrutura paralela composta pelos showroons de várias marcas nacionais.
Trabalhei no evento como jornalista de moda junto às queridas Marcéli Paulino e Carol Carneiro, sob a direção do Lula Rodrigues, referência em moda masculina no país. O fato é que essa oportunidade me deu acesso irrestrito a todo o espaço, aos desfiles e ainda de quebra pude trocar muita informação com várias pessoas interessantes. Toda essa correria gostosa me tomou certo tempo, e por isso só agora pude dar uma atenção especial aqui para o modasobretudo.
Mas vamos lá! Depois de tudo que vi, ouvi e com várias fotos em mãos do que rolou nesses dias de SFW, resolvi fazer um balanço geral (sob um olhar analítico) e apresentar as marcas que participaram dessa primeira edição, falando também um pouco sobre suas coleções. É importante comentar que o evento organizado pela Catarina Coletivo Criativo deixou claro que seu compromisso é com a qualidade, e não com a quantidade. Esse valor sempre esteve presente no DNA da Catarina e em suas ações.
Com um line-up compacto, formado por 5 marcas locais (Orbitato, Vish!, Anlé, La Marie e Belmondo), duas marcas internacionais convidadas (Zazo e Brull e Craig Lawrence) + apresentação das peças criadas no projeto SCMC (dessa vez apresentadas em formato de desfile), o SFW inaugurou uma nova fase para a moda catarinense e nacional.
Uma pena que o transtorno causado pelas cinzas do vulcão tenha impedido que o designer londrino Craig Lawrence chegasse a tempo para seu desfile, que acabou sendo cancelado. Sobre os desfiles do SCMC preferi não trazer nenhuma foto já que nos posts anteriores havia dedicado uma atenção especial ao projeto.
Também acho interessante colocar que todas as marcas locais foram selecionadas por possuir potencial não só de mercado, mas também criativo, apesar de a maioria ser ainda bastante jovem. Os desfiles aconteceram seguindo o modelo das Fashion Weeks internacionais, com apresentações em diferentes pontos da cidade. Confira abaixo o review e as fotos:

Zazo e Brull
A talentosa dupla catalã Javier Zazo e Clara Brull abriu a primeira edição do SFW trazendo uma seleção especial das últimas 8 coleções da marca. Com uma imagem de moda forte e uma trilha de impacto, a dupla apresentou peças com modelagem bem trabalhada e explorou muito bem as técnicas de moulage. Recortes que formavam padronagens e reformulavam as linhas do corpo apareceram logo no início do desfile. A evolução mostrou o trabalho rico de tomas, dobraduras, sobreposições e volumes estratégicos. A cartela de cores oscilava entre o preto, branco, vermelho, crú e cinza. Chamou atenção também o couro trabalhado com recortes vazados e as franjas feitas de fitas fininhas de cetim, que criaram um movimento feminino e sofisticado na passarela. As formas em geral eram estruturadas. Detalhe especial para a textura de bolhas do vestido vermelho e para o styling, que usou franjas postiças em algumas modelos.



Orbitato
A competência da Orbitado- Instituto de estudos em arquitetura, moda e design de Pomerode (SC), que possui no seu portifólio de professores nomes como Ronaldo Fraga e Jum Nakao, foi representada pelo olhar sensível da designer e diretora de criação Celaine Refosco. A estrutura montada para as ações educativas permitiu o surgimento de desenhos, protótipos e peças que aos poucos se organizaram em coleção. Assim, surgiu na passarela do segundo dia da SFW a delicada e poética coleção “Jardins Abertos”, que explorou o design têxtil através da estamparia digital sob tecidos lisos ou que já apresentavam padronagem, como o xadrez e a listra. O Resultado? Uma explosão de informação visual que emocionou pela suavidade das cores e formas. A estampa de flores, muitas vezes abstrata, formava manchas de cores que lembraram muito as obras dos pintores impressionistas. Atenção também para a modelagem, trabalhada de maneira inteligente, propondo novas formas, caimentos, detalhes e inovando na construção das peças, que eram basicamente retangulos de tecido dobrados e torcidos.



Vish!
Entre as marcas locais a Vish! é a que está a mais tempo no mercado, desde 2007. Criada pela dupla super fofa, Luiz Wachalke e Andreia Passos, a marca de Florianópolis começou focando em camisetas criativas com ilustrações diferenciadas. Em pouco tempo conquistou o público antenado com moda, que possui um lifestyle moderno, criativo, jovem, fresco, divertido e despretencioso. A Vish! construiu ao longo desses anos uma identidade muito forte de marca e agora inaugura um novo posicionamento nesta primeira edição do SFW. O foco evolui das camisetas para a alfaiataria e tecidos planos, e o feminino passa a tomar mais espaço no mix da coleção. A dupla de criadores se inspirou no ambiente das bibliotecas e seu imaginário coletivo para criar a coleção de verão 2012. Apostando no espírito irreverente, que já é característica da marca, a Vish! criou uma imagem de moda com referências geek, estampas divertidas, modelagens descomplicadas e cores alegres. Atenção para o styling, o melhor de todos os defiles.



Belmondo
A Belmondo é uma marca de Florianópolis que começou no ano passado criando camisas e camisetas com ilustrações criativas. Mas o diferencial da dupla de designers Camila Martins e Paula Hemm está na modelagem inteligente e bem pensada. A Belmondo apresentou desde o início uma forte identidade e imagem de marca que conversa muito bem com seu público-alvo: jovem, cult, alternativo e ao mesmo tempo sofisticado. A coleção apresentada no terceiro dia do SFW trouxe para a passarela muita alfaiataria e apenas um look masculino, mostrando que a marca continua evoluindo sem perder seu estilo. A estamparia digital inspirada na obra do artista plástico José Leonilson pontuou a coleção. Entre as cores, destaque para o azul cobalto, framboesa e abóbora usados em blocos, tendência forte para o verão 2012.



La Marie
Criada também no ano passado, a marca de Florianópolis La Marie apresentou um desfile mais comercial, trazendo peças bastante femininas e com um perfume clássico. A atenção aos detalhes é um dos diferenciais da marca, que se inspirou no Marrocos para criar sua coleção de verão 2012. Destaque para o vestido fluido que abriu o desfile.



Anlé
Fechando o line-up do último dia de desfiles, a marca Anlé de Blumenau (que também tem apenas um ano de existência) trouxe para a passarela um desfile leve, jovem e descolado, reflexo direto da personalidade ousada de sua simpática diretora de criação, Dycassia de Oliveira. O foco da Anlé é a malharia, que veio trabalhada de forma nada óbvia. Pontuando a coleção apareceram peças em paetê estampado digitalmente e acessórios customizados que prometem ser peça de desejo da coleção. As formas soltas e confortáveis construidas com tecidos de fibras naturais, como o algodão e linho, ajudaram a compor uma coleção descontraída, fácil de usar e que está em sintonia com o verão.


* OBS.: Fotos site hiperfashion

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized